segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

PARECER - CESSÃO DE DIREITOS DE IMAGEM. NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO

- Há incidência de ISSQN sobre Direito de Imagem de Atleta?


EMENTA: DIREITO TRIBUTÁRIO. ISS. CESSÃO DE DIREITOS DE IMAGEM. ITEM 3.02 DA LISTA ANEXA À LEI COMPLEMENTAR Nº. 116/03. INCONSTITUCIONALIDADE. NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO

Clique aqui e tenha acesso ao parecer na íntegra.

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

As alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) podem retroagir?

 


- As alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) podem retroagir?

Trata-se, no cerne, de análise da retroatividade da Lei 14.071/2020 que ampliou o número de pontos necessários para perda da Carteira Nacional de Habilitação.

Clique aqui e tenha acesso ao parecer na íntegra.


terça-feira, 10 de novembro de 2020

Semana Jurídica "Ministro Caputo Bastos" Grupo Santo Antônio

COM PRESIDENTE DO CRUZEIRO E MINISTROS, FACULDADES DO GRUPO SANTO ANTÔNIO EM LORENA, ITABIRITO E ALTAMIRA ORGANIZA SUA PRIMEIRA SEMANA JURÍDICA

 O evento ocorrerá entre os dias 16 e 19 de novembro à distância através do canal do YouTube do GSA Educacional e haverá a emissão de certificados!

 Inscreva-se aqui.


PROGRAMAÇÃO

Segunda – 16/11

Mediação: Professor Gustavo Lopes Pires de Souza

19:00 - Abertura - - Diretor/Coordenador da casa e Ministro Caputo Bastos

19:20 - Min. Alexandre Ramos  - Desafios da Justiça do Trabalho

20:20 – Dr. Sérgio Santos Rodrigues – Gestão Esportiva

21:00 – Dr. Luiz Antônio Abagge - Direito Desportivo

Terça – 17/11

Mediação: Professor Tony Gleydson Silva Barros

19:00 – Min. Alexandre Belmonte -Teoria da Imprevisão

20:00 – Dr. Luiz Marcondes – Regras FIFA para Transferências

21:00 – Dra. Luciana Lopes – Doping e Trans no esporte

Quarta – 18/11

Mediação: Professor Bruno Schettini Conde

19:00 –  Dr. Alexandre Mestre - Ética Desportiva e Direito

20:00 - Dr. Maurício Correa da Veiga - Direito Desportivo Trabalhista

21:00  – José Carlos Brunoro – Desafios e Oportunidades para o Clube Empresa

Quinta – 19/11

Mediação: Professor Paulo Marcio De Castro Cesar

19:00 – Des. Ana Paula: Segunda – 16/11

Mediação: Professor Gustavo Lopes Pires de Souza

19:00 - Abertura - - Diretor/Coordenador da casa e Ministro Caputo Bastos

19:20 - Min. Alexandre Ramos  - Desafios da Justiça do Trabalho

20:20 – Dr. Sérgio Santos Rodrigues – Gestão Esportiva

21:00 – Dr. Luiz Antônio Abagge - Direito Desportivo

Terça – 17/11

Mediação: Professor Tony Gleydson Silva Barros

19:00 – Min. Alexandre Belmonte -Teoria da Imprevisão

20:00 – Dr. Luiz Marcondes – Regras FIFA para Transferências

21:00 – Dra. Luciana Lopes – Doping e Trans no esporte

Quarta – 18/11

Mediação: Professor Bruno Schettini Conde

19:00 –  Dr. Alexandre Mestre - Ética Desportiva e Direito

20:00 - Dr. Maurício Correa da Veiga - Direito Desportivo Trabalhista

21:00  – José Carlos Brunoro – Desafios e Oportunidades para o Clube Empresa

Quinta – 19/11

Mediação: Professor Paulo Marcio De Castro Cesar

19:00 – Des. Ana Paula: Perspectivas e Estratégias para a Efetividade de Jurisdição

20:00 – Dr. Ricardo Miguel – E-sports

21:00 – Prof. Gustavo Lopes: Direito e Mercado de Trabalho

21:30 - Encerramento – Ministro Caputo Bastos

20:00 – Dr. Ricardo Miguel – E-sports

21:00 – Prof. Gustavo Lopes: Direito e Mercado de Trabalho

21:30 - Encerramento – Ministro Caputo Bastos

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

LIVES NAS REDES SOCIAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA

 

 

LIVES NAS REDES SOCIAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA

 

 

GUSTAVO LOPES PIRES DE SOUZA[1]

 

 

RESUMO

 

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo abordar o fenômeno das “lives” realizadas por inúmeros artistas nas redes sociais, no período de isolamento social da Covid-19. O texto apresenta essa onda como uma nova tendência e avalia se ela veio para ficar ou é apenas circunstancial.

 

Palavras-Chave: Live em redes sociais. Artistas. Quarentena. Isolamento Social. Covid-19. Coronavirus. Tendência?.

 

Abstract:  

 

Keywords: Live on social networks. Artists. Quarantine. Social isolation. Covid-19. Coronavirus. Trend.

 

I. INTRODUÇÃO

A utilização de redes sociais é fundamental no marketing digital moderno. Diante disso, o presente trabalho analisa o grande fenômeno das lives (transmissões ao vivo) realizados por artistas nas redes sociais.

Como bem destacam Sampaio/Tavares (2012):

“O avanço tecnológico é um dos assuntos que mais se inova nos últimos anos, e junto com essa era tecnológica, surgem novas maneiras de comunicação entre a sociedade. Devido aos crescentes números de adeptos à internet, nunca se falou tanto em redes sociais como na atualidade, sendo a mesma, uma ferramenta que permite maior comunicação entre pessoas de toda parte do mundo, de forma simples e rápida.”

Dentro do contexto acima, imperioso registrar a definição de  “lives” em mídias sociais.

Las Casas (2014, p. 42) define redes sociais como “um grupo de pessoas, de organização ou de outros relacionamentos conectados por um conjunto de relações sociais, como amizades, trabalho em conjunto ou uma simples troca de informações”.

No capítulo seguinte é feita uma análise do moderno e acachapante fenômeno das lives durante a quarentena em razão da pandemia provocada pelo Corona vírus (Covid-19).

Na sequência demonstra-se a capacidade de faturamento dos shows ao vivo realizados feito nas redes sociais.

Finalmente, é realizada uma análise sobre a sazonalidade ou permanência das lives após o fim do isolamento social provocado pela pandemia.

 

II. LIVES NAS REDES SOCIAIS

 

A internet é capaz de ligar as pessoas aos seus ídolos e às empresas de forma global e sem fronteiras. Finkelstein (2011, p. 19) define internet como “um conjunto de incontáveis redes de computadores que servem a milhões de pessoas em todo o mundo. [...]. Ela parece ter se consolidado com uma estrutura básica mundial que assegura a veiculação permanente da comunicação”.

O autor ainda mostra o que leva os usuários a utilizarem essa ferramenta mencionando que é a motivação desde a comunicação pessoal para sua diversão em sites de relacionamentos ou a realização de seus negócios compartilhando informações e serviços para seus clientes.

Segundo Cobra (2009)

Vivemos na era chamada por muitos de Revolução da Informação ou Revolução da Tecnologia, [...] O principal direcionador do crescimento da economia digital tem sido a internet, A internet está se tornando não apenas um mercado global, mas 7 também significado de comunicação e distribuição de informação mais eficiente e com as maiores audiências. (COBRA, 2009, p. 407-408).

“Live” é  uma palavra inglesa que em português significa "ao vivo". Na rede mundial de computadores, a Internet, a expressão passou a definir as transmissões ao vivo feitas por meio das redes sociais.

Em regra, as “lives” são feitas de forma simples e ágil sem limites de tempo de exibição ou de quantidade de espectadores.

Dependendo da rede social, há um espaço específico criado para a transmissão e os seguidores do perfil recebem notificações de que ela está acontecendo naquele momento.

Portanto, as “lives” são transmissões ao vivo de áudio e vídeo pela Internet por meio das redes sociais.

Para fazer uma “live” é necessário que o usuário opte pela plataforma de transmissão ao vivo que será utilizada.

Dentre as mais utilizadas estão o YouTube, o Instagram, o Facebook, o Twitter e o TikTok.

De lazer a negócios as lives tem se tornado cada vez mais um grande negócio para profissionais das mais diversas áreas.

 

III.  O FENÔNEMO DAS LIVES

 

As grandes crises tiram o ser humano do conforto e obrigam a sociedade a buscar alternativas. Nesse sentido, essas crises desempenham um papel fundamental na história da humanidade.

Foi através das guerras, por exemplo, que a sociedade mundial se transformou no que é hoje, pois a sobrevivência durante as crises somente viabiliza-se àqueles que se preparam melhor. O forno de micro-ondas, por exemplo, foi fruto da Guerra Fria, o GPS e os antibióticos, da Segunda Guerra, dentre outros.

No momento em que o mundo se une para evitar a circulação e a aglomeração de pessoas, muitas inovações e tendências tem surgido. Percebeu-se que a internet pode ser mais importante que a gasolina e que não é necessário estar dentro de um escritório para poder trabalhar com produtividade.

Os artistas, impedidos de realizar seus shows diante da aglomeração de pessoas, inovaram e passaram a utilizar as as “lives”. Essas “lives” nada mais são que um show transmitido ao vivo gratuitamente por alguma rede social (na maioria das vezes o youtube).

Em meio à pandemia do novo coronavírus, artistas de todo o mundo e de segmentos diversificados têm se apresentado digitalmente por meio de lives, contribuindo para a interação social e o entretenimento durante o período de isolamento. Além dos pocket shows individuais, estúdios de música têm organizado e incentivado a realização de festivais virtuais com data e hora marcada.

Nestes shows “ao vivo”, os artistas tem exibido marcas de patrocinadores, intervalos comerciais e divulgado marcas de doadores de alimentos e serviço destinados a população carente. Esses shows ficam gravados na plataforma da rede social e os cantores recebem, ainda, valores por visibilidade e acesso.

Além disso, as “lives” tem contribuído com o impulsionamento das músicas nos aplicativos de “streams”. Após a “live” da cantora Marília Mendonça, por exemplo, o número de “streams” de suas músicas teve um aumento de 111% no “Deezer” e 34 canções de suas canções passaram a figurar no Top 200 do “Spotify”.

O fenômeno tem sido tão grande que as “lives” tem incomodado a audiência de tradicionais programas de televisão, como Jornal Nacional, que perdeu quase 400 mil telespectadores em São Paulo durante o show da cantora Marília Mendonça que, aliás, teve pico de 3,2 milhões de visualizações ao mesmo tempo.

Durante as “lives” pulularam nas redes sociais imagens e vídeos das pessoas assistindo aos shows, publicizando o sucesso retumbante dos shows “ao vivo”.

Ainda é cedo para dizer se o fenômeno das “lives” prosseguirá após o fim do isolamento social. De toda forma, uma nova forma de mídia interativa surgiu e com forte apelo comercial e de público.

 

 

 

 

IV. FATURANDO COM AS LIVES

 

É possível faturar com as “lives”. No YouTube, por exemplo, é possível monetizar os vídeos.

O recurso é parte do Programa de Parcerias do YouTube e só está disponível para contas com mais de mil pessoas inscritas e quatro mil horas de exibição nos últimos doze meses.

O dinheiro vem de anúncios nos vídeos, venda de produtos e visualizações de assinantes.

Outros tipos de lives estão atrelados à publicidade paga. Perfis de influenciadores digitais ou de famosos, devido ao alcance e ao engajamento de seus seguidores, têm o potencial para divulgação de marcas.

Redes sociais já contam com opções para os negócios, como é o caso do Instagram for Business e do Facebook Business, proporcionando uma autogestão do trabalho virtual e deixando claro para o seguidor que determinados conteúdos são patrocinados.

O artista não tem divulgado o total recebido nos shows on-line, no entanto, matérias estimam que cotas de patrocínio cheguem a R$ 1 milhão. O valor é utilizado para cobrir os gastos técnicos que são mais baixos do que de uma apresentação in loco”.  Nesse valor estaria incluído, ainda, o cachê dos cantores. O cantor de pagode Belo, por exemplo, teria recebido R$ 100 mil pelo seu show virtual.

Além dos patrocínios, os artistas lucram com likes e visualizações do Youtube. Segundo matérias, Gusttavo Lima teria faturado cerca de R$ 2 milhões de Reais.

O Youtube, plataforma preferida dos artistas, pagar R$ 70.000,00 a cada 8 milhões de visualizações.

O sucesso das lives chegou às emissoras de televisão. A Record teve aumento de 60% em sua audiência com a live de Fernando e Sorocaba. A Globo transmitiu parte da live do cantor Roberto Carlos e iniciou o projeto “Em casa” aos sábados à noite. Na estreia, a emissora carioca teve apresentação de Ivete Sangalo que atingiu 29 pontos no Ibope, audiência superior ao Jornal Nacional e ao BBB20 que não passaram de 27.

Para o “Em casa”, a Globo contará com patrocínios de PicPay, Seara, Vivo e Hypeara. Além da tv aberta, o programa será exibido pelo canal fechado Multishow, pela plataforma Globoplay e pelas redes sociais da cantora. Vê-se, portanto, o grande crescimento do marketing digital.

Limeira (2010, p. 10) define marketing digital como “o conjunto de ações de marketing intermediadas por canais eletrônicos, como a internet, em que o cliente controla a quantidade e o tipo de informação recebida”.

Portanto, as lives indicam grande possibilidade faturamento para profissionais em geral, especialmente para os artistas.

 

V. FENÔMENO SAZONAL OU TENDÊNCIA?

 

As lives pela internet ou pela TV não são capazes de substituir os números arrecadados por cada artista em seus shows. Entretanto, trata-se de produto que mostrou alta capacidade de faturamento a baixo custo.

O fato é que as lives foram a maneira encontrada por artistas para não ficarem todo o período do isolamento social em função do corona vírus sem faturamento.

As lives vieram para ficar. Mesmo depois da quarentena. A tendência é de que os artistas sejam cada vez mais criativos e consigam organizar bons eventos e manter a audiência em alta, eis que o tipo de conteúdo é capaz de sustentar o modelo de negócio.

Como bem destaca Giglio (2010) a internet tem mudado o comportamento do consumidor, destacando que a praticidade e a agilidade são os pontos positivos que levamos clientes online a aderir a essa nova ferramenta, influenciando diretamente na tomada de decisão de compra. Ele destaca que “a internet oferece a segurança do encapsulamento e do anonimato, tendo como enorme vantagem à possibilidade de estar em contato com o mundo inteiro sem colocar os pés para fora de casa” (GIGLIO, 2010, p.185).

Por seu turno, Lemos (2014), ensina que:

Os consumidores estão vivendo num mundo onde à antiga assimetria de informações entre vendedores e clientes não existe mais. A internet resolveu isso de maneira exemplar e radical. Hoje o consumidor pode encontrar várias opções do que procura, descobrir como funcionam os produtos, comparar suas características e contar a avaliação de clientes reais e especialistas (LEMOS, 2014, p.34)

 

 

VI. CONCLUSÃO

 

Ao se analisar o exposto, constatou-se que o marketing realizado através das redes sociais possui forte influência no poder decisório de consumo, eis  que está inserido no cotidiano da população e que através dessas plataformas (Youtube, Facebook, Instagram, etc) o consumidor estabelece comunicação e interação maior com artistas e empresas. Para os artistas trata-se da forma mais rápida e segura para manter contatos com seu público, as empresas, por sua vez, podem atuar de forma a alavancar seus negócios por meio da oferta de produtos e serviços cada vez mais segmentado.

Kotler (2007) destaca que:

Enquanto a Era Industrial caracterizou-se pela produção e pelo consumo de massa, por lojas abarrotadas de estoque, por anúncios em toda parte e por grandes descontos, a Era da Informação está nos levando a níveis mais precisos de produção, comunicações mais direcionadas e determinação de preços amparada por bases de informação de melhor qualidade (KOTLER, 2007, p. 3).

 

Dessa forma, mesmo após a pandemia, ainda que o formato não se mantenha o mesmo, é bastante provável que as “lives” continuem ocupando importante espaço nas mídias sociais do Brasil.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

ARATUON. https://aratuon.com.br/noticias/jorge-e-mateus-faturam-r-500-mil-com-live-e-artistas-comecam-a-entrar-no-negocio-diz-site

 

BLACKWELL, Roger D; MINIARD, Paul W; ENGEL, James F. Comportamento do

Consumidor 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

 

BOL. https://www.bol.uol.com.br/entretenimento/2020/04/19/live-de-fernando-e-sorocaba-eleva-ibope-da-record-e-atrai-patrocinios.htm

 

CHRISTOPOULOS, Tania. Sobre uma bancada com 5 metros de extensão uma

Impressora 3D, cabos emaranhados, placas de circuitos eletrônicos e óculos de realidade

Virtual. Info Exame, São Paulo: Abril, ed.345, Setembro de 2014.

 

COBRA, Marcos. Administração de marketing no Brasil. 3. ed. São Paulo: Elsevier, 2009.

 

FINKELSTEIN, Maria Eugênia Reis. Direito do comercio eletrônico. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

 

GIGLIO, Ernesto Michelangelo. O comportamento do consumidor. 4. ed. São Paulo,

Cengage Learning, 2010.

 

INFOMONEY. https://www.infomoney.com.br/negocios/ambev-ricardo-dias-fala-sobre-estrategias-de-marketing-em-tempos-de-coronavirus-em-live-do-infomoney/

 

KARSAKIAN, Eliane. Comportamento do Consumidor. 2 ed. São Paulo: Atlas,2013.

 

KOTLER, Philip. Marketing Essencial: conceitos, estratégias e casos. 2. ed. São Paulo:

Prenticel Hall, 2007.

 

KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Marketing Essencial: conceitos, estratégias e

casos. 5. ed. São Paulo: Peason Education do Brasil,2013.

 

LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Administração de Marketing: conceitos, planejamento e

Aplicações à realidade brasileira. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

 

________. Crocriação de valor: conectando a empresa com os consumidores através das

Redes sociais e ferramentas colaborativas. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

 

LEMOS, Manuel. Diga adeus aos vendedores. Info Exame, São Paulo: Abril, ed.347,

Novembro 2014.

 

LIMEIRA, Tania M. Vidigal. E-marketing. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

 

 

MALHOTRA, Naresh K. Introdução à pesquisa de marketing. São Paulo: Prentice Hall,

2005.

 

MATTAR, Frauze Najib. Pesquisa de marketing. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

 

MEIO EM MENSAGEM https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/04/24/quatro-marcas-entram-em-projeto-de-lives-da-globo.html

 

METROPOLES. https://www.metropoles.com/entretenimento/novo-mercado-lives-viram-aposta-para-artistas-faturarem-alto

 

NETSHOW. https://netshow.me/blog/live-streaming-tudo-o-que-voce-precisa-saber/

 

____________https://netshow.me/blog/dinheiro-com-transmissao-ao-vivo/

 

 

NA TELINHA. https://natelinha.uol.com.br/famosos/2020/04/07/sem-shows-famosos-faturam-alto-com-lives-durante-quarentena-143298.php

 

RAPHA AVELAR https://raphaavellar.com.br/lives-nas-midias-sociais-tudo-que-voce-precisa-saber-pra-arrebentar/

 

SAMARA, Beatriz Santos; MORSCH, Marco Aurélio. Comportamento do consumidor:

conceitos e casos. 1. ed. São Paulo, Prentice Hall ,2012.

 

SEMANA ACADEMICA. https://semanaacademica.org.br/system/files/artigos/artigo_cira_e_cristiano_0.pdf

 

SOUZA. Gustavo Lopes Pires de. https://leiemcampo.com.br/o-fenomeno-das-lives-no-futebol/

 

SIATEMAPA. https://www.sistemampa.com.br/blogs/nos-bastidores-com-ph/quer-saber-quanto-jorge-e-mateus-e-gusttavo-lima-faturaram-com-as-lives-confira/

 

 

TAVARES, Cristiano Viana Cavalcante Castellão. Marketing na região do cariri: melhores marcas, merchandising, satisfação e comportamento do consumidor. 1. ed. Curitiba: CRV, 2013.

 

TECHTUDO. https://www.techtudo.com.br/noticias/2020/03/o-que-e-uma-live-saiba-tudo-sobre-as-transmissoes-ao-vivo-na-internet.ghtml

 

UBC. http://www.ubc.org.br/Publicacoes/Noticias/15122

 

UOL. https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/audiencias/em-live-de-pijama-em-casa-ivete-sangalo-da-mais-ibope-que-bbb20-e-jn-361;58

 

 

 

 

 

 



[1] Palestrante; Professor; Consultor e Parecerista; Mestre e Doutorando em Direito Desportivo pelo INEFC - Institut Nacional d'EducaciónFisica de Catalunya/Universitat de Lleida (Espanha). Cadeira nº 36 da Academia Nacional de Direito Desportivo (ANDD). Vice-Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Desportivo (IBDD). Especialista em Estratégias de Marketing Digital e MBA em Consultoria Empresarial pela Faculdade Única. Professor de Direito Desportivo convidado na Universidad de Lleida (Espanha), na Universidade del Litoral (Argentina), Universidad del Este (Paraguay) e Université de Limoges (França). Agraciado em 2016 com a Cruz do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitschek - Personalidade Brasileira do Ano - Segurança Pública, Academia Brasileira de Honrarias ao Mérito / Ministérios dos Esportes / Ministério da Justiça. Currículo Lattes - http://lattes.cnpq.br/8045592544268668

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Chamada do Programa Qualidade de Vida.

Programa Qualidade de Vida estreia na Band Minas


 

Uma nova configuração para o profissional do Direito

 

Uma nova configuração para o profissional do Direito

Por. LETÍCIA ANDRADE SENRA

 

Na atual sociedade, o conhecimento do direito tem sido mais bem difundido e isso facilita o acesso a informação e entendimento de todos. Com a ajuda da internet, aos poucos os advogados deixam de serem os únicos detentores de conhecimento dos ramos do direito. Ferramentas como conciliação, mediação e arbitragem, abrem possibilidades de resolver conflitos sem a figura única do advogado.

O que vemos hoje é uma tendência revolucionária para os profissionais da área do Direito. Assim como vários outros ramos de atuação, as profissões vêm sofrendo bruscas mudanças. As adaptações fazem necessárias para que o mercado não exclua os profissionais que não se atualizem.

Não diferente dessa atualização, também temos a profissão do Direito. O advogado ainda apresenta-se numa figura tradicional com procedimentos historicamente formulados que ainda não passaram por evolução. Essa figura também está com os dias contados.

Para o futuro próximo, será necessário que esses profissionais se adaptem as novas tecnologias. A demanda com análise de processos, elaboração de documentos, pesquisas de jurisprudências dentre outros procedimentos, são ações que demandam muito tempo. A inteligência artificial surge nesse ramo com o objetivo de aperfeiçoar o trabalho e agilizar a atuação dos advogados e juízes.

A principal mudança no campo de atuação será a aplicação dos conhecimentos jurídicos para a programação dessa inteligência artificial nos novos processos. O mercado de trabalho demandará profissionais que entendam de direito, mas que também entendam de programação e avanços tecnológicos. Não existe uma inteligência artificial para as demandas do direito se não houver um advogado capaz de programar a mesma. 

Portanto, a nova realidade tecnológica não é uma ameaça e sim uma oportunidade para os profissionais que se conectarem as mudanças. A exigência do mercado de trabalho do advogado vai demandar um profissional mais dinâmico que entenda de várias áreas. A atualização desse profissional poderá o levar a ramos do direito jamais pensados. A figura do advogado não deixará de existir, mas passará por uma reconfiguração e as oportunidades serão para aqueles que se propuserem a essas mudanças e avanços.

sábado, 8 de agosto de 2020

PRÉ-LANÇAMENTO - CÓDIGO DE JUSTIÇA DESPORTIVA



Atenção pra pré-venda do CBJD organizado e com índice alfabético remissivo. Perfeito para consultas. Clique AQUI.

terça-feira, 14 de julho de 2020

OUVIDORIAS DO TORCEDOR NAS FEDERAÇÕES ESTADUAIS


OUVIDORIAS DO TORCEDOR NAS FEDERAÇÕES ESTADUAIS


Acre
Federação de Futebol do Acre
Estrada da Floresta
N° 3.689 – Bairro Floresta
CEP: 69.912-443
Rio Branco – AC
Contato
Fone: (68) 3225-7991 / 3242-1248
Fax: (68) 3225-7584
Ouvidoria: Ezequias Moises de Oliveira - (68) 9905-1208) - Email: ouvidorffac@gmail.com


Alagoas
Av. Pretestato Ferreira Machado, nº 919, Jatiúca, CEP 57036-400 - (82) 3026-0115 - federacaoalagoana@gmail.com

Amapá
http://www.fafamapa.com.br/

Amazonas
Antônio Policarpo Rios Roberto
Endereço:  Av. Constantino Nery, 282 – Centro
Manaus – Amazonas – 69.010 -160
Telefone:  92 99463-5165
E-mail:  ouvidoria@fafamazonas.com.br;
Fax: 3232-9491
federacaoamazonense@gmail.com

Bahia
Federação Bahiana de Futebol
PraCastro Alves, 01, CEP: 40020-160 - Salvador - BA
Tel.: +55 (71) 33210448
fbf@fbf.org.br

Ceará
Federação Cearense de Futebol - Rua Paulino Nogueira, 77, Benfica - (85) 3206.6500 - ouvidor@futebolcearense.com.br

Distrito Federal
Dr. Miguel Ferreira Peres, é o seguinte;
CELULAR: (061) 9974-1979
EMAIL: ffdfouvidoria@gmail.com

Espírito Santo
Júlio Roberto Guimarães Peixoto
E-mail: ouvidoria@futebolcapixaba.com
Endereço: Rua Barão de Itapemirim, 209 – Salas 504
Centro – Vitória/ES – 29.010-060
Telefone: 27-3038-7800

Goiás
FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL
EDIFÍCIO THE PRIME TAMANDARÉ OFFICE 22º ANDAR
RUA 5 Nº 691 - SETOR OESTE - GOIÂNIA - GO CEP: 74.115-060.

Maranhão

Mato Grosso
FEDERAÇÃO MATOGROSSENSE DE FUTEBOL
Presidente: Aron Dresch
Rua 13 de Junho, 1428- Bairro Porto
CEP: 78020-001 / Cuiabá- MT
Fone: (65) 3623-4252
Email: administrativo@fmfmt.com.br

Mato Grosso do Sul
Rua 26 de Agosto, 1447 - Bairro Amabai
Campo Grande MS Brasil
Telefone:  (67) 3324-3861 Celular:  (67) 99972-8080 (whats) 55 67 3324-3861

Minas Gerais
Rua Piaui, 1977, Bairro Funcionários, Belo Horizonte-MG -
30150-321
(31) 3071-7188
comunicacao@fmf.com.br

Pará
Ouvidor: Claudio Santos
E-mail: ouvidor@fpfpara.com.br
Telefone: ( 91) 3229-5088
Rua Paes de Souza, 424.
Guamá, Belém/PA. CEP: 66075-030

Paraíba
OUVIDOR: Tassiano Neves Gadelha
E-mail: ouvidoria@federacaoparaibanadefutebol.com
WHATS APP: 83. 98603-9899
Rua Deputado Odon Bezerra, 370 - Tambiá, João Pessoa - PB, 58.020-500- CEP. 58.041-000

Paraná
Email: contato@federacaopr.com.br
Telefones: +55 (41)3071-3277
Rua Herbert Neal, 148 - Santa Quitéria
CEP: 80.310-330
Curitiba / PR

Pernambuco
Rua Dom Bosco, nº 871 – Boa Vista
Recife-PE – CEP 50.070-070
Fones: (81) 3040.9121 / 3423.2122 / 3222.3277

Piauí

Rio de Janeiro
Sandro Maurício de Abreu Trindade.
ouvidoria1@fferj.com.br ou o endereço Av. Prof. Manuel de Abreu, 76, Maracanã, Rio de Janeiro – RJ, como canal de comunicação com o ouvidor da competição

Rio Grande do Norte
Federação Norte-rio-grandense de Futebol - Av. Prudente de Morais, 4283, Lagoa Nova, Natal-RN
Edifício Tawfic Hasbun, Sala 101, CEP: 59063-200. Tel: (84) 3211.6717

Rio Grande do Sul
Sr. RUBENS ROSSETTO FILHO a ser contatado pelo e-mail:
ouvidoria@fgf.estadovirtual.net.br
Avenida Ipiranga, Nº 10, Porto Alegre
 (51)3214-6000

Rondônia
JOÃO DALMO DA SILVEIRA
Rua Rui Barbosa, 800 - Bairro Arigolândia - Porto Velho/RO - CEP 78902-240
(+55 69) 3211-4700 - ro.administrativo@cbf.com.br

Roraima
+95 9 911 47910
http://www.federacaororaimensefutebol.com.br/

Santa Catarina
Carlos Eduardo Vieira Arêas
Alameda Delfim Pádua Peixoto Filho, ao lado do Parque Ecológico, Bairro dos Municípios.
Balneário Camboriú/SC. CEP: 88337-315

São Paulo
Caio Pompeu Medauar de Souza
E-mail: ouvidor@fpf.org.br
Telefone: (11) 2189-7000

Federação Paulista de Futebol
Rua Federação Paulista de Futebol, 55 - Barra Funda. São Paulo - SP CEP: 01141-040

Sergipe
Lourival Baptista. Bairro: São José/Cep:49020-150
Aracaju-SE
Tel: 79 3211 8858

Tocantins
906 Sul, Alameda 12, Lote 36, Plano Diretor Sul, Palmas - TO
CEP 77.023-424 Caixa Postal 1028
ftf@ftf.org.br
(63) 3217-5413 | Fone/Fax (63) 3217-5418